sexta-feira, 10 de setembro de 2010

CORAÇÃO DESAJUIZADO












CORAÇÃO DESAJUIZADO

As lágrimas que brotam dos olhos
Vem de um coração em prantos...
Coração esse, que vez ou outra chora
Igual a chuva que cai
Suave ou tempestuosamente lá fora...

A chuva trás agradáveis rumores
Sobre o teto executa melodias memoráveis
E sobre a terra faz brotar a semente...
Infelizmente o coração que chora
É sôfrego, vive triste e amargamente...

As vezes o coração que chora, tortura-se
Sem força, sem tino, sem motivação...
Padece erroneamente, fica de luto
Até quando não há morte, nem morto
O coração desajuizado perde a razão...

Uma coisa não dá para entender
E muito menos explica-se o por quê
Do ódio, da mágoa. do rancor...
Num coração que pulsa, acelera, repulsa
Pura, simples e tão somente por amor...

Autor: Manoel Carlos Alves - São Paulo = Brasil
Poemas & Poesias;   http://inkdesignerstampas.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário