quinta-feira, 5 de maio de 2011




O DESABAFO E A DOR
"Apesar do desabafo, isso continua acontecendo e aí?"

A insensatez do homem
incentivado pela avareza, pela ganância
fez o meu mundo ruir, me prendeu a ignorância...

O ser humano me levou ao trabalho escravo
me forçou com truculência, arrogância...
E isso roubou de mim o direito de brincar
roubou de mim o direito de ser criança...
Roubou de mim o direito de curtir a adolescência...
Roubou de mim o direito de fantasiar a infância...

O trabalho escravizante
roubou de mim o direito de viver em liberdade...
Quase roubou de mim a minha esperança
e privado dos meus direitos não tive oportunidades...

O trabalho na infância não conseguiu roubar de mim
o sonho de crescimento, o desejo de realização...
E aos sessenta anos de idade ainda tenho fome
e no meu barraco periférico, me falta alimentação...

O trabalho escravizante
Roubou de mim o direito de me aperfeiçoar...
Roubou de mim o direito e a chance de estudar...
Agora na minha idade e sem formação exemplar
querem o meu raríssimo patrimônio liquidar
roubaram o meu emprego, o meu direito de trabalhar...

Senhores empresários, Senhores governantes
façam pactos sociais, trabalhem em sintonia...
Por favor, devolvam com urgência a minha dignidade
devolvam o meu emprego e a minha cidadania...

Aqui termina o triste e dolorido desabafo
de um homem sofrido, machucado pela dor...
Que atualmente luta contra a exploração infantil
e confiante em Deus, acredita em ver um mundo melhor...


Copyright: Manoel Carlos Alves - São Paulo = Brasil
Obras de artes: www.youtube.com/manoalves2008
O designer da poesia: http://inkdesignerstampas.blogspot.com









Nenhum comentário:

Postar um comentário