quarta-feira, 23 de junho de 2010

O AMOR ESTÁ ACIMA DE TUDO










Não!!! Não quero fugir das minhas responsabilidades
Não!!! Não posso fugir de mim
Não!!! Não posso fugir da vida...
Por isso mesmo, não posso apedrejar
O pedinte que esmola, nem o mendigo faminto
Que batem de porta em porta
Ambos necessitados de:- lar, carinho e pão...

Serei cada vez mais forte, amigo, sensato
E em Deus, superarei os obstáculos
Fazendo simplesmente a parte que me toca
E um pouquinho a mais...
Estarei sempre de braços abertos
E com a mão amiga sempre estendida...

Quando paro para pensar
Uma infinidade de coisas passam pela minha cabeça...

- É a dor do idoso e do deficiente
que humildemente buscam apoio e compreensão...
- É a dor do desempregado
que humildemente busca meios de sobre vivência...
- É a dor do agricultor, do lavrador
que humildemente buscam o campo e a terra fértil...
- É a dor do sem teto, do menor abandonado
que humildemente buscam um verdadeiro lar...
- É a dor do viciado, do enfermo
que humildemente buscam a cura...
- É a dor dos miseráveis e desestruturados
que humildemente buscam benevolência, solidariedade...

Contudo:

A dor que mais me preocupa e que muito me chateia
É ver um contingente de crianças...
Drogadas, jogadas sobre as calçadas
No mundo da submissão e sem nenhuma esperança...

Autor: Manoel Carlos Alves - São Paulo = Brasil
23/06/2010 Para o blog: //inkdesignerstampas.blogspot.com

Um comentário:

  1. LINDOO..POEMA ..ACIMA DE TUDO A REALIDADE DO NOSSO DIA..A DIA..PARABENS!!!

    ResponderExcluir