segunda-feira, 19 de setembro de 2011



IMIGRAÇÃO OBRIGATÓRIA

Mãos calejadas
trabalho duro e pouca esperança.
Apenas pequenos sonhos;
De fato não é nada fácil sustentar os filhos,
sendo quase impossível.
Vive uma vida sem previsões futuras e cheia de ilusões.
Pobre e pequeno agricultor
sempre necessitado
e completamente sem apoio.
Desiludido e com razão
porque prepara a terra para fazer as suas plantações
único e exclusivo meio para sua sobrevivência
e a chuva não chega a tempo, é lamentável!
O pobre agricultor possui um ideal,
viver acima de tudo, não se importando como.
Coitado! Derrama o seu suor, dá tudo de si para ver
os filhos criados.
Um cigarrinho de palha a boca da noite
sentado em frente da sua pequena cabana
refletindo a vida
quase igual as de seus antepassados.
Pobre agricultor!
Lida, cultiva, semeia
cuida de suas plantações e nem sempre colhe.
As vezes é obrigado a abandonar as suas terras
pressionado por diversas ameaças feitas por grandes latifundiários.
Por não encontrar apoio e muito menos incentivo
o pobre e pequeno agricultor
obrigatoriamente imigra para os grandes centros e metrópoles...


AUTORIA e COPYRIGHT: Manoel Carlos Alves
MINHAS OBRAS DE ARTES: http://www.youtube.com/manoalves2008












Nenhum comentário:

Postar um comentário